12 de agosto de 2017

"Retiro" agora é órfão

Com apenas três anos de vida já é órfão.

"Retiro" agora faz parte dos quase 4 milhões de brasileiros órfãos, seja de papai ou de mamãe.
"Retiro" se torna órfão de mamãe. Papai nunca teve mesmo, pois papai é quem cria.

Desde a gestação até ontem 11 de Agosto - 100 dias de vida - o "Retiro" teve apenas mamãe em sua vida. Apenas a mamãe o criou.

Foi ela que planejou sua vinda ao mundo.
Muita luta foi empregada nesta gestação.
Mais de 15 milhões de órfãos no mundo são assim por conta da AIDS.

No caso de "Retiro", a doença que o deixou assim foi outra tão maligna como dolorida.

A vida será difícil para "Retiro" sem sua mamãe por perto.
O caminho será percorrido, no entanto, sem a figura materna para dar o toque feminino tudo ficará mais cético, inseguro, melancólico.

A luta de mamãe para não deixar o filho "Retiro" foi grande.
Batalhas e mais batalhas foram pregadas.
Nunca baixou a cabeça. Sempre mostrou a todos que era necessário lutar e lutar com alegria e esperança.
Foi um exemplo, foi e sempre será uma esperança para quem a conhecia.

Todo o Retiro da Boa Esperança hoje se orgulha dessa mulher por nos ter deixado um legado como lutadora contra as doenças contemporâneas, como política e por ter sido MAMÃE de "Retiro".

O que Esperantina resta fazer é criar com todo amor e carinho o órfão "Retiro" como esta mamãe fez em vida.

"Este meu filho é uma estratégia para o desenvolvimento de Esperantina", falou um dia mamãe de seu filho. 

Fto - diariodolonga

Nenhum comentário:

Postar um comentário